Desconecte-se para conectar

008.png

Quando resolvemos juntar os amigos, seja para celebrar algo ou só mesmo para um happy hour, nosso corpo reage de forma a liberar hormônios que são traduzidos pelo cérebro como prazer. A sensação é de relaxamento e descontração, o que muito beneficia a mente que, cansada da correria do dia a dia, tanto precisa descansar.

Os novos meios de comunicação, com a promessa de unir mais as pessoas, trouxeram uma falsa sensação de proximidade e uma ilusão que mimetiza o real contato humano. O problema disso é que a intensidade desses contatos não é suficiente para aprofundar relações, mantendo os relacionamentos em níveis superficiais, o que pode levar as pessoas a se sentirem cada vez mais rejeitadas. Prova disso é um estudo conduzido pela Universidade de Pittsburgh, onde foram avaliados quase 2 mil americanos, com idades entre 19 e 32 anos. Os resultados dessa pesquisa são alarmantes, pois mostram que quanto mais tempo a pessoa passa utilizando mídias sociais, maiores são as chances de que elas experimentem a sensação de isolamento social. A pesquisa foi publicada no American Journal of Preventive Medicine.

Em entrevista publicada pelo O Globo, Brian A. Primack, diretor do Centro para Pesquisas em Mídia, Tecnologia e Saúde da Universidade de Pittsburgh e líder da pesquisa, afirmou:

Essa é uma questão importante a ser estudada porque problemas de saúde mental e isolamento social estão em níveis epidêmicos entre adultos jovens. E completou: Nós somos criaturas inerentemente sociais, mas a vida moderna tende a nos compartimentar em vez de nos reunir.

A solução para prevenir que esse isolamento social se agrave e impedir o desenvolvimento de doenças como a depressão é exatamente largar o celular e retornar às raízes, juntando a galera com frequência para botar o papo em dia. Mas tem que ser de verdade, não vale uma reunião virtual.

Ah! Mais uma coisa: se é pra se divertir com os amigos, use seu bom gosto e leve Morro Vermelho. Eles vão se surpreender!